quinta-feira, 5 de junho de 2014

Gestão em Destaque - o exemplo do INMETRO

Como acontece em cada primeira terça-feira do mês, no último dia 03 tivemos a realização de mais um encontro "Gestão em Destaque" no auditório do Ministério do Planejamento, em Brasília. A inciativa, existente desde o ano passado, busca compartilhar experiências públicas de sucesso no campo da gestão, fomentando o debate entre representantes das instituições que aplicam tais práticas com expoentes reconhecidos na temática e com a sociedade.

Neste mês, tivemos a oportunidade de contar com a presença do INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia -, nas figuras de seu presidente em exercício, Sr. Oscar Acselrad e do chefe da divisão de planejamento e monitoramento, Sr. Arcadio Fernandez, além do Sr. Jorge Gerdau, presidente da Câmara de Gestão, Desempenho e Competitividade do Governo Federal e comentarista convidado do encontro.

Em relação aos métodos empregados pelo INMETRO, tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais a fundo a ferramenta "A3", implantada inicialmente na Toyota e que tem como orientação o fato de que qualquer desafio ou problema tratado por uma equipe deve "caber" nas dimensões de uma folha de papel A3 (29,7 x 42 cm). Uma curiosidade: o tamanho do formato originalmente escolhido se deveu ao fato de que os aparelhos de fax da empresa japonesa comportavam no máximo aquelas dimensões - e o compartilhamento à distância de informações entre equipes ocorria basicamente por fax...

Em geral, instituições que adotam a abordagem A3 procuram representar, no mínimo, informações como os objetivos e metas da iniciativa, as condições atuais verificadas, análises relativas à diferença anterior (meta x situação atual), contramedidas propostas, um plano de ação objetivo e claro e como se dará o seu acompanhamento. Além disso, é fundamental que o assunto tratado tenha bem delineado o contexto em que está inserido, situando claramente os motivos daquele desafio ou problema estar sendo abordado. As informações básicas constantes de um bom A3 e sua preocupação contextual são praticamente os mesmos componentes de um modelo efetivo de processos, dando maior segurança aos gestores na tomada de decisão.

Um último comentário: nas palavras do presidente do INMETRO, uma das diretrizes da instituição é usar conceitos e técnicas derivadas das teorias de sistemas complexos dinâmicos e adaptativos - com empréstimo de conhecimentos de áreas como a física e as ciências sociais -, devido à necessidade permanente de adaptação a contextos em constante evolução, formados por pessoas e entidades com desejos e objetivos distintos mas com grande conexão.

Certamente tal preocupação é uma das causas da excelência e da inovação decorrentes da atuação do INMETRO.

Nenhum comentário :

Postar um comentário