Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Dados, informações e... Redes.

Nestes últimos dias acompanhei o quanto as redes sociais  foram utilizadas  para compartilhar informações sobre candidatos, linhas de governo, estilos de gestão, resultados alcançados e áreas a serem observadas em um novo ciclo de governo.

Dados estruturados, desestruturados, íntegros, de propriedade ou fonte desconhecida, em seu estado bruto, comparados... Enfim, a realidade do processo e da dinâmica atuais de disseminação de informações.

A impressão imediata é de, no mínimo, ter visto validadas algumas de minhas certezas, do quanto foi importante a abertura de dados e a transparência e o do quanto é necessário se continuar investindo em integração e interoperabilidade.

Um colega, especialista em ITIL [1] e IT Management [2], me lembrou que "o importante e talvez mais difícil para o governo é saber o que fazer com essa imensidão de dados, que entendo que pode mudar a realidade e a forma de agir nos diversos setores da máquina pública. Saber usar os dados de forma produtiva e que ge…

Criado um Novo Grupo de Discussão na Comunidade Áreas de Integração

O Grupo de Discussão Padrões Estados e Municípios foi criado no Grupo Comunidade Áreas de Integração no LinkedIn, com objetivo de promover debates que forneçam insumos para os trabalhos conduzidos no âmbito da Arquitetura ePING de Interoperabilidade, com vistas a disciplinar o uso dos padrões a partir das iniciativas conduzidas pelos Estados e Municípios focadas na interoperabilidade, em suas dimensões tecnológica, semântica e organizacional.

Integrar informações entre as diversas organizações e entes governamentais, de forma que o Estado Brasileiro possa dispor de uma enorme rede integrada de informações é algo a ser alcançado a partir do uso de padrões e, neste sentido o colega Ricardo maia, da SEPLAN DF, conduzirá tanto o grupo de discussão, quanto o grupo de trabalho, tendo como meta apresentar resultados até dezembro de 2015.
Os interessados em participar dos trabalhos deverão se inscrever no Portal SISP, no Segmento Áreas de Integração para o Governo Eletrônico, no endereço: http…

Cinco coisas* que você deve saber sobre Servidores Públicos

Precisamos acabar com estigma dessa profissão tão honrosa.
Quando falamos em serviços públicos, costumamos pensar nas três grandes áreas: Saúde, Educação e Segurança. Essas atividades fins são compostas essencialmente por médicos, professores e policiais. Mas ser servidor público vai muito além disso… OCetemelaborou cinco coisas que você deve saber sobre servidores públicos.
 1. Servidores Públicos trabalham, muito;Pessoas fantásticas que conheço e trabalham muito, são da esfera pública. Conheço servidores que fazem muito mais do que suas atribuições ‘legais’, eles vão além do ambiente interno. Servidores que estão transformando a realidade do Brasil, que se preocupam com a transparência, participação popular no governo, combate à corrupção e que vestem a camisa sendo servidores inspiradores!  2. Servidores Públicos precisam ser reconhecidos e motivados;O trabalho é mediador de integração social, seja por seu valor econômico que propicia a subsistência, seja pelo valor simbólico, intervin…

A Tecnologia XBRL

As movimentações vertiginosas ocorridas nos últimos anos no ambiente contábil têm deixado alguns contabilistas atordoados por conta da crescente complexidade das obrigações governamentais. Depois de passar uma vida inteira de trabalho roendo o osso dos assuntos técnicos e legais para se estabelecer profissionalmente, o contador se deparou há poucos anos com desafios ainda mais espinhosos. O projeto SPED(Sistema Público de Escrituração Digital) e o processo de convergência às normas internacionais de contabilidade expandiram conceitos e ampliaram a consciência dos fenômenos empresariais. Nem todos que deveriam estão conseguindo construir as competências necessárias para passar por essa metamorfose profissional.

Parece que a Contabilidade está se desgrudando do terreno da burocracia estéril e avançando para o campo da utilidade da informação. O esforço monumental de várias entidades ao redor do mundo para definir padrões universais de relatórios financeiros confirma essa tendência. A pad…

Processos... yeah, yeah, yeah!!!

Parece uma fonte inesgotável: apesar da separação em 1970, os Beatles continuam gerando novidades para o mercado - gravações "perdidas", arquivos oficiais digitalmente restaurados, livros de fofocas,... - a lista nunca acaba.
A primeira vez que os ouvi foi em 1973, quando ganhei as coletâneas "Azul" e "Vermelha" em meu aniversário. Desde então, a paixão só aumentou e confesso que já contribui bastante para fomentar o mercado de produtos de qualidade duvidosa - lembro-me, agora, de um livro que li (e não gostei) que fazia um comparativo entre o jeito Beatle de ser e a gestão de uma empresa.
Há alguns aspectos, entretanto, que parecem funcionar para explicar o sucesso da banda (aquela que, segundo José Emílio Rondeau e Ana Maria Bahiana, seria o "caso de amor eterno" da música) e que podem ser trazidos para nosso dia-a-dia:
- a sincronia que juntou Lennon & McCartney não foi efetivamente planejada - mas quando ocorreu, rapidamente foi considerada…

Grupo de Trabalho de Governança Corporativa e o andamento das atividades relacionadas à Arquitetura e-PING de Interoperabilidade

O Grupo de Trabalho Governança Corporativa iniciou seus trabalhos em agosto deste ano, tendo como ponto de alavancagem o I Fórum de Governança Corporativa. 
Ao todo foram 06 mesas, com autoridades da ePING, do Ministério do Planejamento (Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação e Assessoria Especial para Modernização da Gestão), Serpro, TCU, Instituto Brasileiro de Governança Publica (IBGP), Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), Instituto Serzedelo Correia, DAMA Brasil, Universidade de Brasília, Governo dos Estados de Minas Gerais e Sergipe e especialista em implementação de projetos de governança em Estados e Municípios, que produziram elementos norteadores para desenvolvimento do Plano de Trabalho do Grupo.
As apresentações, vídeos e fotos do evento, bem como o Plano de Trabalho estão publicadosnas páginas da Comunidade Áreas de Integração, no Facebook e no LinkedIn. A atividade em curso no momento é o alinhamento entre os termos relacionados à Governança Pú…

Liderança Estratégica e Gestão Pública

(imagem: http://psicologiaaplicadaets.blogspot.com.br)
Como combinado no artigo anterior que vocês podem ler aqui, seguimos analisando as conseqüências que o estilo de liderança pode trazer à organização e sua responsabilidade quanto desenvolvimento do seu capital humano.
O Doutor em Administração, W. Glenn Rowe, em seu artigoLiderança Estratégia e Criação de Valor, ensina que existem três tipos de liderança: a Gerencial, a Visionária e a Estratégica. 
Os líderes gerenciais são conservadores e se relacionam com as pessoas de acordo com seus papéis no processo de tomada de decisão, mantendo um baixo comprometimento emocional, tem mais conhecimento de suas áreas funcionais e valem-se de um conhecimento linear. “Precisam de ordem, e não do caos potencialmente inerente às relações humanas”. Buscam a estabilidade financeira em curto prazo e são menos propensos a tomar decisões baseadas em valores institucionais.
Os líderes Visionários estão à frente de seu tempo, “são relativamente mais proati…

Padronização de dados e transparência governamental

Campbell Pryde, que é o diretor presidente do consórcio XBRL no Estados Unidos, faz uma apresentação na Conferência Internacional XBRL 2014, abordando o tema da padronização dos dados e sua importância para que se atinja altos níveis de transparência governamental.
Pryde abordou aspectos da Lei de Contabilidade e Transparência Digital (Digital Accountability and Transparency Act - DATA), e como esta lei permitirá análises avançadas sobre os dados contábeis referentes aos gastos do governo americano. Algo semelhante podemos observar no Brasil, através da LAI (Lei de Acesso à Informação).
O palestrante destacou o fato de que tais legislações podem ser entendidas como parte de um longo processo que visa a obtenção da transparência nos gastos públicos. O governo americano (bem como o brasileiro) tem um ciclo de vida complexo nos gastos, complexidade esta que torna-se mais grave por conta de que a análise destes dados irá envolver múltiplos sistemas informatizados de grande porte, os quais f…

Escritórios de soluções

Fui consultor e, depois, gerente de um escritório central de projetos e processos, no período de 1999 a 2007. Já disse aqui nesse espaço que uma das principais características que aquela unidade apresentava era sua orientação à melhoria dos resultados de nossa organização - o próprio nome do escritório ia além dos métodos, técnicas e instrumentos que usávamos: Gerência Nacional de Soluções Empresariais.


Hoje vou comentar um pouco da evolução que experimentamos nos quase oito anos em que atuei naquela unidade.
Em 1999, com a introdução de um novo modelo de gestão voltado a resultados, a abordagem de processos era uma necessidade imperativa em nossa organização. Assim, foi formado um time de 30 consultores internos especializados no tema "gestão de processos", com o objetivo de trabalhar em projetos estratégicos, com atuação conjunta com especialistas das áreas negociais. Explico melhor:
* o escritório fazia parte da estrutura da Presidência da instituição; * seus consultores eram…

XBRL: A nova linguagem contábil

Nos últimos anos, as profissões ligadas às áreas contábil e fiscal têm atravessado profundas mudanças. A convergência das Normas Contábeis Brasileiras aos padrões internacionais de contabilidade(IFRS) vem equalizando a técnica contábil aplicada no Brasil aos padrões mundiais ditados pelo IASB (International Accounting Standards Board). Paralelamente, temos todas as mudanças na forma de comunicação com o fisco via obrigações acessórias digitais, implantadas pelo projeto Sped (Sistema Público de Escrituração Digital).
Por um lado, as áreas fisco-contábeis e de tecnologia da informação têm mais um grande desafio nos próximos anos: dominar a linguagem XBRL (Extensible Business Reporting Language). Por outro lado, trata-se também de uma grande oportunidade de crescimento, porque essa é a linguagem digital dos negócios e já está sendo utilizada em vários países para reporte de demonstrações contábeis, financeiras e gerenciais.
Esse padrão único é um facilitador e ao mesmo tempo uma ferramenta…

Novas falhas antigas: A necessidade de nos preocuparmos com falhas de segurança que aparecem há muito tempo

Tento sempre focar em minha coluna aqui na comunidade a necessidade de se preocupar primeiramente com a Segurança da aplicação ou do recurso antes da funcionalidade da mesma, ou de realizar a integração entre aplicações distintas. Existe uma razão para isso: com todas as aplicações sendo integradas em ambientes web, os pontos de falha tornam-se maiores a partir que um número cada vez maior de variáveis é considerado.


Para exemplificar: pouco tempo atrás tivemos a divulgação do “furacão” chamado Heartbleed, que é uma falha na implementação de alguns quesitos de segurança do OpenSSL que possibilitava a captura e o entendimento do tráfego que deveria estar encriptado. Em uma notícia recente mostra-se que até hoje, alguns meses depois dessa vulnerabilidade ser publicada, ainda há milhares de servidores desatualizados.
Um pouco mais recente, tivemos também a notícia sobre o Bashdoor, também conhecido como “Shellshock”. É uma falha de segurança descoberta recentemente . Este shell é largament…

Os dados e as decisões

Nas organizações, os gestores e governantes se envolvem constantemente com o processo de tomada de decisão e devem escolher, entre as alternativas apresentadas, aquela que atingirá os melhores resultados ao ser executada.

Para atuar perante essa complexidade é exigido nas grandes organizações uma gestão estratégica eficiente, a qual pode ser facilitada pela utilização de recursos providos pela tecnologia e sistemas de informação. 

A tecnologia de informação oferece recursos tecnológicos e computacionais para a geração de informações, e os sistemas de informação estão cada vez mais sofisticados, propondo mudanças nos processos, estrutura e estratégia de negócios. As empresas precisam estar preparadas para lidar com os problemas internos e externos do ambiente em que estão inseridas e, para isso, se utilizam desses sistemas para a resolução desses problemas. Os sistemas de informação dão segurança, agilidade e versatilidade para o difícil momento de decisão.

O projeto desses sistemas deve …