quinta-feira, 19 de junho de 2014

Arquitetura Corporativa e Interoperabilidade – Camada de Processos


Olá leitores!

O primeiro artigo dessa série, que trata de Arquitetura Corporativa e Interoperabilidade, foi proposto um Modelo de Conteúdo para Arquitetura Corporativa, seguido de uma abordagem sobre a relação entre Arquitetura Corporativa, Arquitetura Orientada a Serviços e Interoperabilidade. Os artigos seguintes detalharam as camadas de Negócios, Estratégia e Projetos propostas para o Modelo de Conteúdo. Neste artigo abordaremos a Camada de Processos.

Conforme visto anteriormente, na Camada de Negócios foi definido o Modelo Corporativo de Negócio (MCN) que contém a Cadeia de Valor da Organização. Uma vez mapeada a Cadeia de Valor, o passo seguinte é decompô-la em passos discretos, estabelecendo a rastreabilidade desta com os processos corporativos. Processos corporativos constituem as atividades que os funcionários realizam no dia a dia, sejam processos finalísticos ou processos de suporte ao negócio.




A modelagem de processos é um exercício de documentação detalhada com base na criação passo-a-passo dos fluxos de trabalho de cada processo corporativo, suas atividades e interações associadas. Uma modelagem de processos consistente leva a melhores sistemas, processos e resultados para a organização. A documentação completa desses processos é essencial para a seleção de aplicações de apoio adequadas e para as operações de TI eficazes dessas aplicações. 
 
Durante a modelagem de processos, uma atenção especial deve ser dada aos dados gerados e consumidos pelos processos. É fundamental que as informações disponíveis e processadas pelas diversas áreas da empresa sejam usadas de forma consistente e regidas por definições claras e adequadas. Em última instância são os dados que promovem a integração entre processos. O desenvolvimento ou aquisição de aplicações deve considerar o uso dos dados comuns de forma a evitar duplicidade e, principalmente a falta de integridade desses dados. Semelhante à Modelagem de Processos, a Modelagem de Dados é a metodologia que permite que dados sejam decompostos em partes para que sejam claramente definidos. 
 
O Guia Metodológico para a Integração de Dados e Processos, disponível no sítio do Modelo Global de Dados – MGD – apresenta um ótimo modelo para a modelagem de dados e processos. A Camada de Processos do Modelo de Conteúdo da Arquitetura Corporativa, representa quais processos a empresa executa e quais os principais dados necessário para suportar o modelo de negócios. Todo o detalhamento relacionado à modelagem dos processos e dados não diz respeito direto a esta camada mais sim às soluções específicas de modelagem utilizadas. Idealmente, a solução de suporte à arquitetura corporativa e essas soluções devem ser interoperáveis.

Além das camadas de Estratégia e Negócios, a Camada de Processos possui uma forte relação com a Camada de Competências Organizacionais, ou seja, quais as equipes funcionais, conhecimentos e habilidades, papéis e atores que servirão de suporte ao modelo organizacional definido e gerirá e apoiará o Modelo Corporativo de Negócios da organização. Como vimos possui também um grande vinculo com a Camada de Tecnologia da Informação, que será apresentada no próximo artigo.

Até lá!

Nenhum comentário :

Postar um comentário