terça-feira, 29 de julho de 2014

Café da Inovação | Florianópolis

Evento marcou uma nova fase do inovaDay em Santa Catarina

cafe-da-inovacao-bannerO inovaDay em Santa Catarina foi lançado nesta quinta-feira (24/7), na sede do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que este ano é o anfitrião do evento. De maneira simples, o palestrante Álvaro Gregório mostrou a uma plateia de cerca de 80 pessoas que inovar na gestão pública é o melhor caminho para atender a sociedade.

Café da Inovação – Álvaro Gregório

Álvaro Gregório é idealizador do inovaDay em São Paulo, professor nas áreas de comunicação e administração e criador de projetos como e-Poupatempo e o Portal Cidadão SP. “Não se muda nada sem que ocorra mudança da cultura na gestão pública. A inovação não é ardilosa, ela é desafiadora”, comentou.
Alvaro-Gregorio-Quote
O inovaDay foi criado em 2009 em São Paulo. São encontros mensais com palestrantes e estudos de caso sobre inovação no setor público. O objetivo é discutir iniciativas que contribuam para aproximar mais as pessoas das instituições que as representam. O MPSC integra o projeto em Santa Catarina como apoiador e será também o anfitrião dos eventos mensais, organizados pelo Cetem.
“Nós estamos muito felizes em fazer do MPSC a sede das discussões sobre inovação na gestão pública. Agora, estamos todos olhando nos olhos um dos outros, juntos, para pensar nessa importante temática. Quem ganha é a sociedade”, afirmou a Promotora de Justiça Vanessa Wendhausen Cavallazzi, Diretora do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF) do MPSC, durante a abertura do evento, que teve a presença de representantes de diferentes setores do poder público e da sociedade civil organizada – confira as fotos .
Ainda segundo a Diretora do CEAF, todas as pessoas que compareceram ao evento firmaram um compromisso que será renovado a cada edição do inovaDay. Os participantes serão multiplicadores de ideias inovadoras nas suas instituições. “Em cada palestra e debate do inovaDay, que acontecerá mensalmente no MPSC, a troca de ideias entre as instituições e o movimento de levar oxigênio novo para dentro delas contribuirá para uma administração pública mais ágil e conectada com as pessoas”, ressalta Vanessa Cavallazzi.
Vanessa-Cavallazzi-Quote
Um dos agentes públicos presentes era o vereador de Florianópolis Pedro de Assis Silvestre. Para ele, a mudança cultural é parte fundamental para uma nova administração pública e a inovação deve partir de cada um. “Vejo também que os órgãos públicos precisam conversar mais. No momento em que tivermos mais diálogos conseguiremos mudar”.
professora Silvia Dias que ministra aulas para alunos de séries iniciais da Escola Municipal Luiz Cândido da Luz, localizada no Bairro Vargem do Bom Jesus, em Florianópolis, acredita que transformar a teoria em prática é desafiador e algo que deve ser perseguido.
“Todo dia a gente tenta, apesar de o sistema ser bem engessado e limitado. O que a gente pode fazer é estudar mais, testar e tentar novas práticas, oxigenar a sala de aula. A educação de base fica, ainda, muito à mercê dos papéis. Ainda temos uma educação muito burocrática”, lamenta a professora.
banner-inovaDay-29-agopróxima edição do inovaDay será no dia 29 de agosto, das 9h às 17h, e vai debater três temas: municípios catarinenses e as redes sociais; Promotor de Justiça e o uso das redes sociais; e o Centro de Operações Rio – Business Intelligence.
O evento é aberto a todos os interessados. Basta fazer a inscrição previamente pelo site do Cetem.

Confira a entrevista que o Cetem realizou com Fabiano Castro Pereira do SERPRO de Florianópolis que participou do Café da Inovação:


1- O Serpro é uma instituição que estimula ações inovadoras?
Sim, recentemente o SERPRO renovou seu compromisso com a busca de inovações, através da atualização da "Política SERPRO de Inovação". A nova versão da Política, aprovada em abril, busca fomentar a pesquisa, e incentivar o desenvolvimento de inovação no SERPRO, visando prover benefícios para seus clientes e para a sociedade brasileira.


2- O que mais chamou sua atenção no Café da Inovação?
Durante a palestra realizada por Alvaro Gregorio, o que mais me chamou a atenção foi a comparação feita entre as preocupações que o Estado precisava ter há 100 anos, e as preocupações existentes hoje. Em 100 anos o salto de complexidade foi muito grande, e infelizmente a capacidade das pessoas que atuam na gestão pública ainda não acompanha esta evolução. Temos muito trabalho pela frente, mas com o envolvimento da sociedade poderemos avançar cada vez mais.


3- Você pretende participar dos próximos inovaDay's?
Pretendo sim, o histórico mostrado por Alvaro Gregorio a respeito das diversas edições do inovaDay, que se iniciou em São Paulo no ano de 2009, deixou claro que eventos deste tipo são muito importantes para "oxigenar" a mente das pessoas que atuam na gestão pública, permitindo que se encontrem soluções de maneiras mais adequadas e no tempo certo.


4- Você participa de algum projeto inovador na gestão pública?
Participo da ePING, que é o Padrão de Interoperabilidade de Governo Eletrônico. Esta iniciativa já tem alguns anos, e aos poucos nós estamos construindo uma padronização nos sistemas informatizados de governo que tem trazido ganhos para a sociedade, seja pela economia no gasto de recursos públicos, seja pela prestação de serviços com maior qualidade. Iniciativas como esta, de inovação na prestação de serviços públicos, são fundamentais para construirmos um governo mais ágil, que traga maiores benefícios, e com menor custo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário