sexta-feira, 11 de março de 2016

Entendendo o XBRL - Parte 3: Relatórios de Negócio

No primeiro artigo desta série, foi mostrado o que está por trás da letra "L" na sigla XBRL, que diz respeito ao fato de o padrão XBRL ser uma linguagem de marcação. No segundo artigo, a letra em questão foi a letra "X", que indica que esta linguagem de marcação é extensível, ou seja, você dispõe de mecanismos para criar suas próprias marcações, de acordo com as necessidades existentes.

Neste último artigo da série, nós iremos tratar das duas letras do meio: "BR", que se referem a Business Report, ou Relatórios de Negócio, que são relatórios específicos sobre temas como contabilidade, finanças, gerência, marketing, ou comércio. No caso do XBRL, o objetivo principal é que este padrão seja utilizado para criação de relatórios contábeis e financeiros.

Com estas duas últimas letras, completamos a definição da sigla XBRL por inteiro: eXtensible Business Report Language, ou em português: Linguagem Extensível para Relatórios de Negócio. Desta forma, a linguagem XBRL permite fornecer informações de forma padronizada, onde cada dado é corretamente marcado, tornando explícito o seu significado dentro do contexto de relatórios contábeis e financeiros.

Este processo de definir o significado de cada informação presente no relatório é muito importante, pois sem esta definição seria muito mais difícil a compreensão do relatório. Desta forma, este processo de definição de conceitos dá origem ao que chamamos de taxonomia. Ou seja, antes que se possa fazer uso efetivo do padrão XBRL é preciso que se crie uma taxonomia, para que os conceitos a respeito das informações presentes nos relatórios sejam compreendidos e utilizados por todos os interessados.

No governo federal, o primeiro órgão a realizar esforços visando a definição de uma taxonomia XBRL foi a Secretaria do Tesouro Nacional, dentro do projeto chamado SICONFI (Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro). Veja maiores detalhes desta iniciativa clicando aqui.

Com este artigo finalizamos a série que teve o objetivo de dar entendimento sobre o que é o padrão XBRL, e os conceitos básicos de seu funcionamento. Em novos artigos abordaremos maiores detalhes sobre o funcionamento desta linguagem, continue acompanhando o blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário