terça-feira, 13 de maio de 2014

Identifique a força de trabalho adequada

As empresas públicas geralmente têm restrições de orçamento e dificuldade na contratação de pessoal. Em razão disso é fundamental identificar a real necessidade de capital humano nas organizações.

Uma possível solução começa na adaptação do Time-Driven ABC Model, de Robert Kaplan, com a finalidade de efetuar um mapeamento da capacidade produtiva para subsidiar a contratação de novos profissionais. 

O modelo TDABC foi ajustado, eliminando-se a variável custo, sendo esta considerada somente no cálculo global a partir do comparativo entre a capacidade instalada e a necessidade de novas admissões. 

Realiza-se um levantamento primário de dados com o objetivo de identificar o quantitativo de pessoal adequado para a companhia. 

O levantamento tem como base a matriz dos Cadernos de Serviços e de Gestão e Suporte ao Negócio apresentada no artigo anterior  Conhecer a demanda é o primeiro passo.

Aplica-se um formulário em todas as áreas funcionais para efetuar a identificação das atividades e inserir em um banco de dados de toda a organização. 

Os Cadernos são agrupados por torres segundo a categoria dos serviços. Os serviços se desdobram em várias atividades, as quais sustentam o levantamento do Plano de Capacidade (fig. 01).

 Figura 01 – Plano de Capacidade


De acordo com o diagrama da figura 2, as pessoas distribuídas nas áreas da organização executam atividades ligadas aos serviços já mapeados.


Figura 2 – Diagrama das Atividades
O levantamento das atividades estabelece um diagnóstico da situação em relação ao esforço necessário para a execução dos serviços.  

O que permite identificar a real necessidade de capital humano com a finalidade de se dotar a Companhia de um corpo funcional adequado ao cumprimento de sua missão.

Confira os passos para o dimensionamento da força de trabalho no vídeo: Plano de Capacidade

Autores: Guttenberg Ferreira Passos e Ilan Chamovitz
Edição: Maristela Bretas

Nenhum comentário :

Postar um comentário