segunda-feira, 28 de abril de 2014

Validade dos resultados de um processo


Olá, amigos da Comunidade Áreas de Integração!

Em nossa primeira conversa abordamos o cuidado de representarmos valores em nossos modelos de processos, o que - além de mostrar conformidade com o conceito de "cadeia de valores" -, torna explícita a diferença entre a forma de gerar um resultado e o próprio resultado.

Na oportunidade, chegamos a fazer um esboço de uma representação mais fiel de um processo com tais características, inserindo um símbolo específico para "valor" em nossos mapas. Repetimos tal figura abaixo:


Se a simples visualização dos valores envolvidos já representa um primeiro passo muito importante, vamos agora atentar para o fato de que, em uma cadeia como a demonstrada, um mesmo elemento pode ser, ao mesmo tempo, saída de uma parte do processo e entrada para uma outra. Isso é facilmente percebido em nossa imagem anterior pela observação do elemento "Valor 1", que é produto do bloco "Atividade 1" e entrada para o bloco "Atividade 2". Em um grande número de situações de nosso processos reais, "Atividade 1" e "Atividade 2" não serão executadas pelo mesmo responsável, o que nos leva à seguinte questão:

- A qualidade de "Valor 1" entregue pelo responsável pela sua geração é a mesma esperada pelo responsável por seu recebimento?

Caso isso não seja verdade, por mais que nosso diagrama pareça estar conforme, certamente teremos problemas na execução do processo, os quais surgirão na forma de fenômenos tais como idas e vindas do processo, custos mais altos que os projetados, perdas de prazo e resultados finais aquém dos esperados.

Para minimizar (ou até mesmo evitar) tais transtornos, uma outra dica fundamental em nossas modelagens é a inclusão de características de validade do valor, ou seja, dos parâmetros que demonstram a qualidade do que está sendo gerado / recebido. Veja a seguir um exemplo dessas características:


Com a representação dos valores em nossos processos e suas características de validade explícitas, o risco de efeitos indesejados é muito menor e mesmo a necessidade de alterações para garantia da conformidade é mais facilmente percebida.

Na próxima publicação, falaremos dos vários papéis que um valor pode assumir dentro de um processo.

Abraços!

Nenhum comentário :

Postar um comentário