sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Níveis de Maturidade em SIG Corporativo - Parte 2

Dando sequência aos nossos artigos sobre maturidade em SIG corporativo, hoje apresentaremos  o modelo Even Keel Strategies. Em concordância teórica e abordagem semelhante ao modelo proposto por Mäkelä em 2012, existe um modelo de evolução em maturidade SIG formulado pela empresa de consultoria em planejamento de SIG estratégico Even Keel Strategies de Chicago, Estado de Illinois, Estados Unidos da América.

Este modelo se chama “Niveis de Maturidade de um SIG Corporativo” (GIS Maturity Levels) e foi elaborado no ano de 2008. É baseado em cinco estágios diferentes e progressivos para a implantação de SIG corporativo. Este modelo também propõe cinco estágios de maturidade.



Começando desde os primeiros usuários de SIG individuais, ou chamados “entusiastas” até o SIG corporativo propriamente dito, o modelo da empresa Even Keel Strategies propõe ações práticas para a evolução na organização de um SIG em ambientes corporativo.
Os Níveis de Maturidade de um SIG Corporativo de Even Keel Strategies são:

Nível 1 – Entusiastas:  existe na empresa um grupo de indivíduos que de maneira isolada adquirem ferramentas de SIG e usam a tecnologia com o único interesse de suportar algumas das suas tarefas isoladamente. Neste nível, a tecnologia de SIG é licenciada de maneira individual e usada como aplicações Desktop. Os dados são adquiridos, usados uma vez e descartados.
Nível 2 – Departamental: departamentos específicos da empresa reconhecem o valor da tecnologia do SIG para seu uso interno. Esses departamentos criam uma infraestrutura própria de hardware e software e disponibilizam serviços baseados em tecnologia SIG para outros setores da empresa. Dados relevantes para o departamento são gerados e armazenados no departamento. À medida que vários departamentos incorporam a tecnologia SIG sem seus processos, inicia-se o processo de replicação e proliferação da base de dados, onde grupos informais dentro da empresa iniciam um processo de troca de experiências.
Nível 3 – Centralizado: a empresa busca a centralização, preocupada inicialmente com a consolidação de uma base de dados única e otimização da infraestrutura computacional. Em geral, é estabelecida uma unidade centralizada para disponibilizar serviços SIG para diversos equipamentos.
O sistema centralizado inicia a definição de padrões que melhoram a qualidade dos dados e de processos de fluxo de trabalho internos, além da formalização de solicitações. A aquisição de tecnologia de maneira centralizada e compartilhada resulta em redução de custos e otimização dos recursos.
Nível 4 – Integrado:  busca-se a integração da tecnologia SIG aos diversos fluxos de trabalho da empresa, resultando na integração das aplicações corporativas com as funcionalidades do SIG, o que resulta na demanda por modelos de dados e tecnologias mais avançadas. O grupo de tecnologia SIG dentro da empresa inicia o processo de desenvolvimento de um plano estratégico para o desenvolvimento técnico e sustentabilidade de suas operações. São definidos comitês de lideres operacionais (ou grupos temáticos) para coletar as demandas e direcionar a política de SIG dentro da empresa.
Nível 5 – Corporativo: o plano estratégico de tecnologia SIG está alinhado com o plano estratégico corporativo, a tecnologia SIG é reconhecida como fundamental para incremento da eficiência da empresa e como ferramenta de apoio à decisão. Neste nível, a integração da tecnologia SIG com os sistemas corporativos e críticos da empresa a possuir a capacidade de prover soluções baseadas em tecnologias SIG onde for demandado, com foco nas aplicações para dispositivos móveis e personalizadas.


É importante destacar que, dentro de uma mesma empresa pode-se encontrar níveis diferentes em evolução em SIG corporativo. Por exemplo, uma área ou setor pode contar apenas com profissionais trabalhando isoladamente com softwares de geoprocessamento e armazenando as informações geográficas apenas em seus próprios diretórios, e em outro setor, pode haver um departamento tratando das informações geográficas de maneira organizada em apenas um servidor para todo o departamento, já se encontrando então no segundo nível de amadurecimento. A grande maioria das empresas se encontra com essa combinação de diferentes estágios. Então, este modelo e panorama de evolução foi elaborado para que as corporações possam identificar em qual estágio (ou estágios) se encontram e implementar ações para que se possa atingir o estágio e os objetivos desejados.



No contexto de um SIG Corporativo propriamente dito, ou seja, maduro segundo os modelos de evolução, o servidor SIG estará integrado ao sistema (ou sistemas) da empresa através de uma plataforma. Esta plataforma proporcionaria as tecnologias e aplicações necessárias para a comunicação com o maior número de profissionais possível. Deve-se obrigatoriamente ter um servidor SIG integrado aos demais sistemas utilizados pela empresa, proporcionando o uso de tecnologias e aplicações como o WEBGIS, um sistema de informações geográficas básico que permite ao usuário consultar dados e informações espaciais de modo interativo pela internet.


Com estas diretrizes, qual o nível de maturidade do uso de SIG na sua organização?

Nenhum comentário :

Postar um comentário