quarta-feira, 15 de abril de 2015

e-PING +RIO - Uma experiência municipal - Parte III

Dando continuidade a e-PING +RIO - Uma experiência municipal - Parte II) vamos tratar sobre o modelo de governança adotado na Arquitetura e-PINGRIO.

A e-PINGRIO foi pensada como elemento transversal ao organograma da organização. Buscando não somente a ação de estabelecer um conjunto de padrões, mas também de prover, com facilidade, a sua adoção e melhoria contínua. Servindo à administração pública como catalizador da colaboração em rede de pessoas, processos e tecnologia.


O modelo de governança, publicado na Portaria “N” nº 173, de 19/04/2012 da IplanRio, contempla as principais atribuições, papéis, responsabilidades dos integrantes e a forma de implementação dessas atividades na organização, como descrito abaixo:

Papéis
Gestores
Responsabilidades
Comitê Executivo
Diretoria da IplanRio
Planejamento Estratégico
Coordenação Geral
Diretoria de Tecnologia
Coordena a definição de novos padrões e
Monitora o ciclo de vida do padrão tecnológico
Grupos Técnicos
Representantes das Diretorias da IplanRio, que se fizerem necessários, sob a liderança da Diretoria de Tecnologia.
Define Novos Padrões
Gestão de Projetos
Assessoria Técnica de Monitoramento de Projetos (ATMP)
Acompanha Projetos de Implantação do padrão

Estes atores atuam nas seguintes atividades do ciclo para atualização da Arquitetura e-PINGRIO:

Atividades
Responsável
Indica a prioridade dos temas e padrões a serem estabelecidos ou atualizados e indica os representantes dos respectivos Grupos Técnicos;
Comitê Executivo
Com base nas indicações do Comitê Executivo, estabelece o planejamento para a definição dos padrões tecnológicos, convocando os representantes de cada Grupo Técnico, indicados pelo Comitê;
Poderá a Coordenação Geral providenciar pesquisa prévia de temas, se entender como necessário para conclusão do planejamento e tomada de decisão quanto a viabilidade/prioridade da elaboração do padrão e melhor composição dos Grupos Técnicos.
Coordenação Geral
Define os requisitos necessários para pesquisa e identificação de padrões tecnológicos de mercado e providência a pesquisa tecnológica de mercado, identificando e indicando novos padrões ou atualizações;
Grupo Técnico
Analisa os impactos, riscos e requisitos para implantar os novos padrões tecnológicos e/ou atualizar os atuais e elabora proposta de padronização;
Avalia a proposta de padronização e encaminha ao Comitê Executivo, juntamente com as propostas da estratégia de implantação;
Coordenação Geral
Analisa a conveniência e oportunidade de implantação do padrão proposto;
Comitê Executivo
Caso não aprove o padrão tecnológico proposto, solicitará à Coordenação Geral a revisão da especificação do padrão ou determinará a não adoção do padrão.
Após aprovação do padrão tecnológico, estabelece o Planejamento Estratégico de Implantação do novo padrão ou atualização:
  1. Define as estratégias para implantação;
  2. Autoriza a publicação do novo padrão, ou de suas atualizações;
  3. Define a Diretoria da empresa que será responsável pelo Plano de Ação para implantar ou atualizar o padrão tecnológico;
  4. Aciona a Assessoria Técnica de Monitoramento de Projetos para proceder com o acompanhamento do projeto de implantação do padrão.

Com se pode observar, o Comitê Executivo é composto pela alta gestão da organização, o que garante a prioridade e o comprometimento das áreas da organização envolvidas no processo. Que são fatores fundamentais para a definição,  implantação e melhoria dos padrões tecnológicos.


Nenhum comentário :

Postar um comentário