terça-feira, 8 de agosto de 2017

Aumento do Conhecimento ou Apenas de Registros?

Há uma cena no diálogo socrático Fedro na qual o Rei Tamos conversa com o deus Thoth tido como inventor da arte da escrita[1].

O deus Thoth apresenta as letras ao rei Tamos dizendo: “Isto, ó rei, uma vez aprendido tornará os egípcios mais sábios e aprimorará suas memórias.”
Então, o rei Tamos responde: “Sumamente engenhoso, Thoth. O fato é que essa invenção irá gerar esquecimento nas mentes dos que farão o seu aprendizado, visto que deixarão de praticar com sua memória.” 


De certa forma, o rei Tamos estava profetizando algo que efetivamente aconteceu. Enquanto no século XVI um orador era capaz de declamar toda a epopeia "Os Lusíadas", hoje, muitas vezes, não sabemos nem nosso próprio número de celular!

A quem diga que isso não é necessário porque sempre podemos pesquisar no Google o que desejamos saber. Isso é verdade, mas será conseguimos digerir toda a informação que nos é oferecida?
 
Biblioteca Britânica – uma das maiores do mundo com um acervo de cerca de 150 milhões de itens

O que as pessoas chamam de progresso de conhecimento é, na verdade, o aumento do número de registros. Mas, os registros estarem presentes fisicamente, não quer dizer que alguém os conheça. Portanto, às vezes, o progresso do número de registros também é o progresso da ignorância, ou seja, há mais coisas que você ignora[2].

E esse é um ponto crucial quando falamos de Arquitetura Corporativa. Por meio de uma iniciativa de Arquitetura Corporativa podemos registrar em modelos todo o funcionamento de uma empresa. Mas, como fazer para qualificar pessoas para que possam absorver o máximo desses registros?

Apenas registrar a informação não é suficiente, é necessário aprender a usá-la!


Por isso, o uso da informação é o fator determinante para o sucesso de uma iniciativa de Arquitetura Corporativa.



[1] Essas passagens podem ser lidas no livro Fedro de Platão (274e até 275e)
[2] Trecho da aula 391 do Curso Online de Filosofia do prof. Olavo de Carvalho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário